A solidão e a vida intelectual

“a solidão lhes proporciona o contato consigo próprios, contato tão indispensável se quiserem realizar-se, a si próprios, e não ser mais o papagaio de um punhado de fórmulas que aprenderam, e sim o profeta do Deus interior que com cada um fala uma linguagem única” [1].

Deus está interessado em que usemos o nosso pensar para glorificar o Seu nome. O trabalho intelectual não está dissociado da vida intelectual. As duas coisas andam intimamente juntas. Também é importante que você lembre que o seu pensar deve estar sendo constantemente avaliado à luz da Palavra de Deus a fim de não se conformar com os valores do mundo.[4]

Matheus Fernandes. Cristão desde os 17, eleito desde a eternidade. Gosto de livros, cinema, conversas legais e conversas bestas. Estudante de Teologia no Sibima e na vida. Tenho dificuldade de escrever biografias sobre mim porque acho que é preciso mais do que palavras para saber quem é uma pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *